Sistema de Gestão Integrado

A Usinas Itamarati é certificada pelo ISO 9001 (Sistema de Gestão da Qualidade), ISO 14001 (Sistema de Gestão Ambiental) e FSSC 22000 (Sistema de Gestão de Segurança de Alimentos).

Estas certificações garantem que a Usinas Itamarati produz açúcar, etanol e energia elétrica de acordo com as normas de qualidade e respeito ao meio ambiente. A FSSC 22000 prevê o monitoramento da qualidade do produto em toda a cadeia de fornecimento de alimentos, desde o campo até a mesa do consumidor.

Para unificar a qualidade, o desempenho ambiental e a segurança alimentar nas operações e processos do dia a dia, a Usinas Itamarati implantou o Sistema de Gestão Integrado (SGI). A combinação de processos, procedimentos e práticas permitem atingir os objetivos dos múltiplos sistemas de gestão com maior eficiência. Acesse a Política do Sistema de Gestão Integrado (SGI).


| Certificação ISO 14.001

A Usinas Itamarati foi a primeira empresa do setor sucroenergético mato-grossense a obter a certificação ISO 14.001. A certificação atesta que a empresa está em conformidade com os princípios de sua política ambiental e que o Sistema de Gestão Ambiental (SGA) está efetivamente implantado.


| Certificação ISO 9.001

A ISO 9001 é a norma que certifica o Sistema de Gestão da Qualidade da empresa. Possui ferramentas que garantem o fornecimento de seus produtos dentro dos mesmos padrões de qualidade, estabelecendo uma relação de confiança com seus clientes e consumidores.


| Certificação FSSC 22000

A Usinas Itamarati é certificada pelo FSSC 22000, o mais abrangente programa de certificação de gestão da segurança alimentar do mundo. O FSSC 22000 representa uma nova abordagem para a gestão de riscos de segurança de alimentos em toda a cadeia de abastecimento. É uma certificação completa com base na ISO 22000, o sistema de segurança internacional, combinada com as especificações técnicas (PAS 222, ISO/TS 22002-4 e ISO/TS 22002-1 e requisitos adicionais para o GFSI - Global Food Safety Initiative, com reconhecimento desta entidade.

Ao promover uma comunicação mais organizada e objetiva entre trabalhadores, fornecedores, clientes e consumidores, a certificação gera também maior confiabilidade entre os elos da cadeia produtiva de alimentos.